Você Esta Abrindo o Terceiro Olho? – Veja os Sinais

4510

Qualquer trabalho espiritual autêntico tem o Self como objetivo principal, e as técnicas da Clarivisão não são exceção.

O propósito essencial do processo é “ser mais”.

É comum se ouvir que os seres humanos estão usando apenas uma pequena fração do potencial de que dispõem.

Suas vidas são confinadas dentro de um alcance limitado de pensamentos, emoções, sensações e outras modalidades de existência consciente, e na maioria dos casos eles ainda permanecem completamente desavisados destas limitações.

O mito da caverna, de Platão, embora formulado 24 séculos atrás, permanece perfeitamente pertinente: se você sempre viveu dentro de um porão escuro, para você este porão não é um porão, é o universo inteiro.

Você não consegue nem conceber a maravilha que te espera se você sair e entrar no mundo real.

O trabalho sugerido neste livro é sair do porão e começar a contemplar a magnificência do mundo, assim como é visto através do terceiro olho. Na Índia, o côco é considerado como um profundo significado simbólico, e é usado em rituais de fogo (yajnas) porque tem “três olhos”.

Dois destes são “cegos” e significam que não podem ser perfurados para alcançar o leite, enquanto o terceiro, no meio, abre para o interior da fruta.

Chakra plexo solar

De forma semelhante, o terceiro olho é, fundamentalmente, o portal que conduz para os mundos internos.

Sendo assim, este olho lhe permite se conhecer com uma profundidade que ultrapassa todos os métodos convencionais de psicoterapia ou qualquer método baseado em análise com a mente discursiva.

Desenvolver o terceiro olho é um modo direto de ampliar seu universo consciente e descobrir seus valores essenciais, de forma que você pode sondar seu próprio mistério.

Além disso, é simples . Simples não significa, necessariamente, fácil; mas este trabalho não requer teorias complicadas ou longas discussões. Sua direção é essencialmente experimental, pois o objetivo é, claramente, ser mais.

E ser é a coisa mais simples no mundo.

A preocupação constante ao escrever este manual foi relacionar teoria com prática e dar técnicas e meios que permitissem o auto-conhecimento . Os primeiros três capítulos são dedicados à entrada nos principais aspectos da prática.

Os capítulos restantes são mais independentes um do outro, de forma que é possível que sejam lidos na ordem que o leitor achar mais conveniente.

Antes de começar a primeira técnica deixe-me dar uns conselhos básicos relativos aos princípios e métodos do trabalho.

1.1 Não force, não concentre, apenas esteja ciente.

Você não deve se confundir com o fato de que nosso propósito é uma clarividência nova, ou visão do Self.

Na verdade, o Self já está lá e espera por você no fundo de si mesmo.

Você não irá “construir” o Self e sua visão, mas sim revelá- los ao máximo possível.

Desenvolvimento espiritual é certamente uma batalha, e a principal arma nesta luta é deixar acontecer.

Nesta perspectiva de abertura não é apropriado se concentrar, tentar severamente ou forçar qualquer coisa.

Se fosse fazer assim, o que aconteceria?

Você operaria a partir de sua mente ordinária, o que significa aquela fração sua com a qual você está pensando neste momento (a mente discursiva que fala todo o tempo em sua cabeça).

3 olho, pulsação no olho, como abrir o 3 olho

 

Visões espirituais

Você foi condicionado desde muito cedo a fazer tudo a partir da mente.

Assim sendo, se você tentar forcar a percepção, provavelmente permanecerá preso em sua mente falante

– uma camada certamente imprópria para qualquer forma de percepção espiritual. Pare de fazer.

Fique ciente, mantendo seu estado de consciencia espiritual.

Permita que o que está escondido nas profundezas venha a tona e seja revelado à sua consciência.

Não faça nada, deixe as coisas acontecerem.

Flua com o que vem. No mundo físico, quando quer algo, você tem que se esforçar para almeja-lo.

Por outro lado, no mundo espiritual você deve permitir que as experiencias venham a você.

É uma habilidade nova que tem que ser desenvolvida. Poderia ser chamada de um “deixar acontecer ativo” ou “deixar acontecer criativo”.

É a capacidade de ser transparente e deixar estados de consciência serem revelados através de você.

Apenas esteja ciente, e tudo acontecerá.

Nenhuma visualização criativa, nenhuma imaginação, só estado de consciência.

No contexto das técnicas Clairvision é aconselhado que você nunca tente visualizar ou imaginar qualquer coisa. Se imagens, luzes, seres espirituais ou qualquer outra coisa vêm à sua visão, tudo bem. Mas não os produza, não tente induzi-los.

Não visualize nenhum padrão em seu campo de consciência.

Uma das razões seria: suponha que um anjo vem a você, verdadeiramente.

Se você tem tentado visualizar anjos todas as manhãs durante alguns meses como irá saber se é um anjo de fato ou um que você imaginou?

A questão não é entrar na percepção de imagens ou luzes.

Se você puser as técnicas em prática, visões virão.

O maior problema é: uma vez que estas visões vêm a você, como discernir o que é real do que é uma fantasia da mente?

Assim o conselho: seja espontâneo!

Nunca planeje ou tente atrair uma visão.

Apenas pratique as técnicas e veja o que acontece.

Isto tornará muito mais fácil alcançar a fase na qual você pode confiar em sua visão.

Esta abordagem não deve ser entendida como uma crítica aos caminhos que usam visualização criativa ou imaginação.

Há muitos modos Chacra Frontal.

O que é verdade no contexto de um sistema particular de desenvolvimento não se aplica, necessariamente, a outros.

No estilo de trabalho da Clairvision , o lema é “permaneça num estado de consciência .

Confie em sua experiência Algo bom para se lembrar é que quando não há nada em que acreditar, não há nada de que duvidar também!

Considerando que você não esteja tentando forjar uma visão e não desperdiça seu tempo preocupado se está realmente vendo o que está vendo, confie em sua experiência.

Continue praticando de acordo com nossos princípios sérios e sua clarividência florescerá e crescerá em precisão e confiabilidade. Como percepções começam a se repetir, isto facilitará cada vez mais a confiança nelas.