Jovem deixa o coma e diagnóstico de morte após vigília de oração

0
248
COMPARTILHE AGORA!!

Renato Gabry, um jovem advogado, é exemplo real de que milagres existem. Em 2009, o rapaz sofreu um terrível acidente de moto motivado pelo mau estado da via onde trafegava, uma rua de paralelepípedo com buracos. Ao ser socorrido, a família de Renato recebeu uma notícia nada boa. O jovem em coma foi diagnosticado de morte.

Na época, o rapaz tinha 20 anos de idade e apesar da estar numa idade em que o corpo possui forças para reagir bem diante de certos sinistros, seu estado geraram grande pessimismo entre os médicos que o atenderam, especialmente pelo médico Agostinho que afirmou a gravidade do caso “não só naquele dia com relação ao trauma, mas também pelas complicações que vieram posteriormente, sobretudo, no contexto infeccioso”, destacou.

Diagnosticado com traumatismo crânio encefálico, além de apresentar convulsões e um quadro gravíssimo de infecções generalizadas, o que se destacava especialmente na mãe do rapaz era a fé que preponderava.

Segundo Agostinho, por vezes ele achava que a mãe não estava entendendo a gravidade do momento, mas logo percebeu que era um comportamento ligado à sua condição espiritual.

Por todo o tempo que Gabry esteve hospitalizado ocorreram muitas visitas e orações e tudo foi registrado em fotografias e vídeos.

O milagre então ocorreu, apesar do rapaz entender isso como uma oportunidade de colocar em prática uma missão. Hoje, ele viaja todo o país para contar o seu testemunho.

A vigília de fiéis começou na igreja onde todos clamavam a Deus por um milagre. Muitos foram convocados para fazer parte desse ato que totalizou mais de 100 mil fiéis. Mas uma visita gerou surpresa: ela ergueu suas mãos sobre Renato e, após duas semanas, o rapaz voltou para casa praticamente sem sequelas.

Algum tempo depois depois aquela visita foi encontrada: era uma mulher deficiente visual que, obviamente, ergueu suas mãos sem ver o rapaz.

COMPARTILHE AGORA!!