MULHER ANÃ DE 22 ANOS SE PASSA POR CRIANÇA DE 6, É ADOTADA E TENTA ASSASSINAR FAMÍLIA

0
215
COMPARTILHE AGORA!!

Casal é acusado por negligência após abandonar a filha adotiva em apartamento nos Estados Unidos

Uma família dos Estados Unidos viveu um enredo de filme de terror nos últimos anos e bombou na web. Uma mãe acusada de abandonar a filha adotiva de 6 anos, afirma que a menina, na verdade, tinha 22 e era uma sociopata que tentou matá-la.

O casal Kristan Barnett, de 45 anos e Michael Barnett, de 43, abandonaram a filha que tem nanismo, Natalia Grace, em um apartamento e se mudaram para o Canadá.

O caso ocorrido em 2013, ganhou forças nos portais de notícias do mundo inteiro nas últimas semanas após o jornal americano The Washington Post, expor que a família Barnett está respondendo por abandono de incapaz nos Estados Unidos.

Kristine quebrou o silêncio e concedeu uma entrevista ao jornal britânico Daily Mail, onde revelou que Natalia era uma impostora, que fazia ameaças ao casal. “Ela é uma mulher com sérios problemas mentais, eu já a vi colocando água sanitária no meu café. Queria nos matar. Às vezes acordávamos e encontrávamos ela nos olhando. Tivemos que esconder todos os objetos pontiagudos da casa. Mesmo assim, quando eu a deixei nos Estados Unidos, permaneci pagando seu aluguel e a ajudei a mobiliar a casa. Fiz tudo que uma mãe faria por seu filho jovem adulto, ela estava preparada para morar sozinha”.

A moça afirma que decidiu alterar a idade da filha após um médico dizer que o ano de nascimento (2003), estava errado e que a menina fingia ser uma criança pequena.

Natalia foi vista pela última vez em 2016 e está desaparecida desde então. Em 2014, a própria filha do casal procurou a polícia e relatou que tinha 12 anos e que seus pais a haviam abandonado. O caso segue sendo investigado pelas autoridades americanas.

COMPARTILHE AGORA!!