A triste história do casal que morreu queimado vivo tentando fugir de incêndio em Rondônia

0
283
COMPARTILHE AGORA!!
ARQUIVO PESSOAL / BBC NEWS BRASIL

Recentemente, a questão das queimadas virou uma espécie de calcanhar de Aquiles do governo Bolsonaro. A região Amazônica vive um dos piores momentos de desmatamentos das últimas décadas. As queimadas levam mais do que animais e florestas, como mostra uma ampla reportagem tocante assinada pela BBC Brasil.

A dona de casa Eidi Rodrigues de Lima, de 36 anos, e o companheiro, o produtor rural Romildo Schmidt, 39, haviam acabado de comprar um terreno na Zona Rural do estado de Rondônia. Os dois, com muita dificuldades, montaram sua residência ali e, nos últimos três anos, tentavam plantar, criar bichos e viver do que era produzido na própria roça.

Foi então que uma grande queimada se aproximou. O fogo foi rápido demais e, mesmo na tentativa de fuga, o casal acabou morrendo queimado vivo.

Abaixo o leitor pode ver a casa que era a primeira residência própria de Eidi e Romildo. Infelizmente, todo o local foi consumido pelas chamas, matando também os seus donos.

Não sobrou praticamente nada da casa, que foi engolida pelas chamas há duas semanas. O cenário é realmente aterrorizante.

Veja a seguir uma foto que mostra um incêndio na região, semelhante ao que atingiu à humilde residência do casal:

Veja abaixo uma foto dos animais de criação de Romildo e Eidi; assim como seus donos, eles acabaram morrendo no incêndio:

 

O casal deixou três filhas, duas maiores de 18 anos são do casamento anterior de Eidi. Uma de 14, no entanto, era fruto dos dois que morreram. As filhas sobreviveram, mas lembram com tristeza a agonia dos pais.

COMPARTILHE AGORA!!