Sérgio Moro perde prestígio com Bolsonaro e pode deixar governo

0
71
COMPARTILHE AGORA!!

 

O ministro da Justiça,Sergio Moro , deve aguentar calado derrotas e desautorizações públicas a que vem sendo submetido pelo presidente Jair Bolsonaro . O chefe do Executivo terá que assumir o desgaste de demitir o ministro mais popular da Esplanada se quiser ver Moro fora do governo e, claro, explicar os motivos da demissão. Quem diz isso são pessoas que convivem com o ministro.

“O presidente Jair Bolsonaro (PSL) chocou “lavajatistas” e aliados mais próximos ao sugerir que pode trocar o comando da Polícia Federal, sem qualquer motivo aparente, e passando por cima da autoridade do ministro da Justiça, Sergio Moro. Segundo o chefe do Executivo nacional, não se trata de uma interferência na corporação, mas é nítido que há uma queda de braço com a PF.

“Se eu não posso trocar o superintendente, eu vou trocar o diretor-geral. Se eu trocar hoje, qual o problema? Está na lei. Eu que indico, e não o Sergio Moro. E ponto final”, disse Bolsonaro nesta quinta-feira (22), em Brasília.

Na semana passada, o presidente já havia causado controvérsia com a instituição ao indicar que pretendia retirar do cargo o superintendente da PF no Rio de Janeiro, Ricardo Saadi. Instituições de servidores da PF contestaram a declaração, destacaram que a escolha do superintendente compete ao diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, e afirmaram que a polícia é uma instituição “de Estado”, e não “de governo”.

A postura de Bolsonaro flerta perigosamente com a ruptura com segmentos que o apoiam desde o período eleitoral e nos dias atuais dão suporte ao seu governo. O discurso firme do capitão reformado no combate à violência o aproximou de policiais de diferentes categorias. Mas, agora, o presidente vê membros de instituições que o apoiam questionando a real intenção por trás desse conflito com a PF e com outros órgãos de combate à corrupção, como a Receita Federal e o agora extinto Coaf.”

Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/republica/conflito-pf-ameaca-azedar-relacao-bolsonaro-moro/
Copyright © 2019, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

 

Nos últimos dias, Bolsonaro e Sérgio Moro entraram em rota de colisão. O ex-juiz está chateado com o atual presidente e se sente podado na hora de tomar decisões na pasta.

Por exemplo, Bolsonaro tomou fortes medidas sobre o Coaf. Apesar de ostentar o cargo de Ministro, Moro pouco apareceu na decisão.

Desde que o escândalo do Telegram, revelado pelo site ‘The Intercepet’, veio a à tona, Moro vem perdendo espaço no governo Bolsonaro.

 

COMPARTILHE AGORA!!