Casal de Meninas matam garota de 14 anos por não mais querer relacionamento lésbico

0
168
COMPARTILHE AGORA!!

Na terça-feira passada, casal de meninas adolescentes de 15 anos foram apreendidas pela Polícia Civil, por terem torturado e matado outra jovem, de apenas 14 anos, na Praia de Maria Farinha, região metropolitana de Recife.

Além da extrema brutalidade do crime, as adolescentes filmaram as cenas de tortura e postaram em redes sociais. De acordo com a Polícia Civil, o crime teria sido motivado por ciúmes. Segundo o delegado Augusto Cunha, as agressoras são namoradas e a vítima era ex-namorada de uma delas.

Em vídeo, é possível ver que a vítima foi agredida com socos, pontapés, golpes de faca, e que tentaram afogá-la no mar. O crime ocorreu pela manhã do dia 25; já no período da tarde as agressoras haviam sido apreendidas.

Enquanto uma das garotas da soco na cabeça e no rosto da menina, e esforça sua cara na agua para afogar, a outra da facadas na vitima, que apos 8 minutos sofrendo terrivel tortura, acabou se entregando a dor e morre.
A vítima, também adolescente, aparece ensanguentada na beira da praia e não tem forças para reagir às várias pancadas no rosto dadas por uma das envolvidas.

Enquanto chora e apela para que a deixem ir embora, a garota é segurada pelos cabelos, xingada e acusada de namorar um homem casado. Em seguida, ela, que também foi esfaqueada na região do pescoço e da nuca, é arrastada para dentro do mar, onde é mantida embaixo d’água até perder os sentidos. No vídeo, é possível ouvir a pessoa que filma incitando as agressões: “Tá com pena? Afoga ela!”, diz a agressora lesbica ex da vitima.

No fim da gravação, quando a vítima é arrastada já desfalecida de volta para a areia da praia, uma testemunha aparece e começa a gritar com as suspeitas, questionando se foram elas que fizeram aquilo, ao que elas respondem dizendo que a adolescente morreu por conta de uma suposta traição. Pouco antes de o vídeo ser encerrado, a pessoa que presenciou a cena diz que as responsáveis não vão sair do local e pede para que alguém chame a polícia. A vítima é então retirada do local para ser socorrida, mas já estava sem vida

Já o casal lésbico de garotas foram autuadas em flagrante por ato infracional equiparado a homicídio. Contudo, por serem menores de idade, ainda que tenham cometido um crime hediondo, as adolescentes não sofrerão penas condizentes com a gravidade do ato.

O crime seria motivado por ciumes, visto que a vitima, na época cansada de apanhar e ser agredida pela então namorada, acabou por romper a relação que tinha com uma das autoras do crime, e apos decidir entrar em um relacionamento hétero, acabou por despertar a furia da ex namorada

. No video é possivel ver e ouvir a ex namorada da vitima incitando a atual namorada a matar a garota, por motivos fúteis relacionado a ciumes

Por lei, as meninas, no máximo, ficarão por três anos internadas em alguma instituição para menores infratores, tendo suas fichas limpas após o cumprimento da ‘medida-socioeducativa’.

O direitos Humanos foram acionados em defender e cuidar do caso envolvendo as assassinas e em toda acessoria juridica, visto que são menores de idade e o crime despertou revolta na população, sendo que as menores infratoras correm risco em sua integridade fisica.

Devemos salientar que movimentos como os LGBTQ… Não compactuam com atos violentos  como o dessa reportagem e reprovam todo e qualquer atos criminosos praticados por militantes ou não do movimento, pois a função do movimento é buscar a igualdade e justiça entre gêneros, com foco principal na paz entre os humanos.

COMPARTILHE AGORA!!