Pai e Madrasta amarravam “pipi” para menino não urinar na roupa.

0
239
COMPARTILHE AGORA!!

Um caso de crueldade é como se pode definir esse caso. A criança foi torturada pela madrasta Mariluce de O e pelo pai biológico Alexandre M. N. da S.

A Polícia Civil de Cuiabá, Mato Grosso, prendeu na última segunda-feira, o casal acusado de torturar e maltratar um menino de 5 anos de idade. Pai e madrasta amarravam o pênis do menino usando um elástico, para que ele não fizesse xixi na calça. Quando o menino foi examinado, o pênis estava assustador, em carne viva. A dor que essa criança passou provavelmente foi insuportável, não só fisicamente, o psicológico desse menino também precisa ser acompanhado.

Quando os policiais encontrara o menino ficaram chocados, ele andava com muito esforço, um verdadeiro sacrifício, estava desnutrido, pois o casal não estava alimentando a criança, por isso tinha mal consegui se locomover. Foi verificado que em todo o corpinho ele estava com marcas de queimaduras provocadas por cigarro.

A Delegacia Especializada de Defesa dos Diretos da Criança e do Adolescente (Deddica) abriu investigações após ter recebido denúncia de uma pessoa que não quis se identificar. A pessoa informou que a criança estava sofrendo maus tratos pelo pai e madrasta. Segundo a denuncia, se trata de uma situação bizzara e muito sofrimento para o menino que era agredido com socos pelo pai e apanhava da madrasta que batia com pedaço de pau. Diante de duto isso, o casal depois da surra obrigava a criança a ficar de joelhos apoiado em grãos de arroz quando o cimento do chão estava quente.

O garoto foi levado para atendimento de emergência na

de Pronto Atendimento (Upa) da região.

Durante interrogatório o casal confessou que torturavam o menino.

Graças a uma denúncia a polícia conseguiu salvar o menino, por isso é importante que ao saber que uma criança está sendo abusada, mesmo sem querer se identificar é preciso denunciar. Disque 100, a ligação é gratuita.

COMPARTILHE AGORA!!