“O amor cura, o ódio mata”, o conselho de um gênio da medicina

0
446
COMPARTILHE AGORA!!

“O amor cura, o ódio mata; nunca odeie, ame e você verá que a vida flui como água cristalina”.

Essas foram as palavras de Jacinto Convit (1913-2014), um médico venezuelano que dedicou toda sua vida à cura da lepra, doença que assolou seu país nos anos 1930 e à pesquisa sobre o câncer de mama.Jacinto trabalhou quase até os 100 anos de idade em pesquisas e também no atendimento a pacientes que vinham de todos os lugares esperando por um tempo com ele. O médico alcançou essa grande admiração graças a todo o tempo, esforços e dedicação que investia em todos os seus pacientes, que eram tratados com igualdade, independente de condições financeiras

.Mesmo com a idade avançada, Jacinto mantinha uma lucidez e vitalidade invejáveis, e continuava trabalhando e orientando uma equipe de pesquisa montada por ele mesmo. Um grande homem que deixou um legado incrível para a medicina, desenvolvendo a vacina contra a lepra e vencendo o Prêmio Príncipe das Astúrias de Investigação Científica e Técnica, além de ser nomeado para o Prêmio Nobel da Medicina em 1988.A grande frase de Jacinto é uma inspiração para nós, assim como sua história de vida. Muitas vezes, sentimentos negativos são despertados em nós, seja pelas ações de alguma pessoa ou pela maneira como as coisas acontecem, totalmente o oposto do que planejamos. Cegos por esses sentimentos, não conseguimos enxergar que há muito mais para nós além de uma fase ruim, e que a chave para superar todos os momentos negativos na vida é o amor.

O amor é a cura para todos os males da vida. Não há nada que não possa ser resolvido com esse sentimento, desde que seja puro.

Quando optamos por seguir o amor, percebemos que nossas vidas se tornam mais leves, e mesmo as piores coisas que chegam em nosso caminho se tornam menos poderosas, porque encontramos uma grande rocha para nos apoiar.O amor nos permite crescer a cada dia, buscar uma vida melhor para nós mesmos e também para aqueles ao nosso redor. O amor é empatia, é dedicação, é saber reconhecer o outro, é lutar para que todos sejam tratados de maneira igual, é fazer da própria vida um exemplo, é lutar para que o mundo seja um lugar melhor. É buscar a cura de doenças e dedicar a vida para o bem de outras pessoas.É nesse sentimento que devemos focar, porque nos torna pessoas melhores e faz o universo girar.

Escolha sempre o amor, e ajude a semear um mundo melhor para todos.

Fonte – Luiza Fletcher – O Segredo

COMPARTILHE AGORA!!