Kajuru chama Gilmar para Briga: “O STF não manda aqui e eu não sou teu empregado”

0
330
COMPARTILHE AGORA!!

Eleito senador pelo PRP de Goiás, o polêmico apresentador Jorge Kajuru começou a mostrar porque foi eleito.

Kajuru usou a tribuna da casa para declarar seu apoio à CPI da Lava Toga, voltada a investigar a atuação dos tribunais superiores brasileiros.

Usando sua imunidade parlamentar, que lhe permite falar o que pensa, doa a quem doer, o senador rasgou o verbo:

“Não é possível que a gente vai deixar o STF mandar nessa casa … e tem mais … eu não sou funcionário do Gilmar Mendes e quero ressuscitar a CPI da Toga nessa casa”


Parlamentares coletaram novamente assinaturas para desarquivar proposta de Comissão que tem como objetivo investigar possíveis excessos

A CPI foi arquivada na segunda pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), depois que três senadores decidiram retirar o apoio para a instalação da comissão de inquérito. A reportagem do Estadão/Broadcast mostrou que ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) atuaram nos bastidores, durante o fim de semana, para que o Senado recuasse da abertura da CPI.

Para desarquivar o requerimento são necessárias nove assinaturas iniciais. Após isso, os senadores precisam conseguir, novamente, os 27 apoios obrigatórios para tentar protocolar o pedido de criação da CPI. “Vamos fazer uma questão de ordem entre hoje e a semana que vem para tentar desarquivar. Já temos 24 ou 25 assinaturas (de apoio à CPI). Vamos desarquivar e reapresentar o requerimento com essas assinaturas (restantes)”, disse Randolfe.

O parlamentar da Rede e o senador Alessandro Vieira (PPS-SE), que sugeriu a criação da CPI, estão à frente da coleta de assinaturas novamente. Randolfe nega, no entanto, que o regimento interno proíba o Senado de investigar atribuições do Supremo, como trata o artigo 146 da Casa.

“Não se está se falando de investigar atribuições do STF, está se falando de investigar excessos que podem ter havido na atuação de magistrados. Investigar isso é atribuição do Parlamento”, afirmou. “Se teve qualquer atuação de ministros (contra a instalação da CPI), espero que não tenha tido, aí é uma intervenção indevida no Parlamento”, complementou.

COMPARTILHE AGORA!!