Primeira grande lua cheia do ano será neste domingo, a super lua “sangue de lobo”

0
11467
COMPARTILHE AGORA!!

Desde os tempos antigos, os eclipses fascinam a humanidade. O homem de Neandertal, sem dúvida, ficou surpreso ao contemplar um no céu, não apenas a primeira vez, mas também todas as outras vezes. Mesmo para nós, hoje, esse show é quase mágico. Eclipses são eventos astronômicos que ninguém quer perder, sejam do sol ou lua. Eles encantam com sua beleza e ainda mais quando são noturnos: o céu fica completamente escuro e parece aumentar o poder luminoso das estrelas.


Janeiro de 2019 será o cenário do primeiro eclipse lunar do ano e, se isso não for suficiente, será um dos mais incríveis e raros fenômenos astronômicos vistos antes. Ele terá características incomuns. Teremos a sorte de ser testemunhas de algumas maravilhas da natureza, já que a Lua passará por mais dois fenômenos: veremos uma super lua e uma lua de sangue.

RITUAIS /???

Em muitas tradições esotéricas, este acontecimento é de um poder inimaginável, pois é quando as forças do universo entram em coalizão, abrindo portais, dissipando energias, trazendo muita magia para a terra, Magos e Bruxas antigos, celebram esse tipo de acontecimento desde a antiguidade, pois é segundo eles, uma ocasião para receber força magica diretamente do plano superior. No sul do Brasil, onde há grande numero de descentes de Europeus, mais precisamente em cidades do interior do Paraná e sul de SP, ha registro de rituais feitos a luz da lua, com mulheres nua dançando em volta de fogueira.

Há também quem reduz o acontecimento para magia relacionada ao amor. Diz a lenda que se você olhar para a lua, gritar alto o nome de uma pessoa 3 vezes, ela ira te procurar.


Eclipse total da super lua de sangue

Embora você já saiba, vale a pena lembrar: Um eclipse lunar total é um fenômeno que ocorre quando a Terra, a Lua e o Sol estão perfeitamente alinhados. Neste mês de janeiro, espera-se que este período de alinhamento durará mais de 3 horas.


O mais singular é que esse eclipse será semelhante a dois outros eventos astronômicos que não acontecem com frequência: a super lua, isto é, quando a Lua se aproxima 10% mais da Terra encurtando sua distância, e a Lua do Sangue, que é quando a Lua entra na sombra mais escura da Terra e emite um tom vermelho escuro em vez de permanecer oculto como geralmente acontece.


Quando o fenômeno conhecido como a Lua do Sangue acontece, o brilho lunar parece mais brilhante e maior do que o normal, com uma peculiar cor vermelha sangrenta, que então será afetada pelo eclipse. Esses 3 fenômenos podem ser vistos simultaneamente entre 20 e 21 de janeiro de 2019 em um hemisfério do nosso planeta: todo o continente americano, parte da Europa e da África, segundo a NASA.


Como ver o eclipse lunar
Quem quiser observar a ‘”superlua de sangue” só precisa localizar o astro no céu entre 1h34 e 4h51 (horário de Brasília) da madrugada de domingo para segunda, quando o astro estará alinhado com a Terra e o Sol – não é preciso nenhum aparelho especial para ver o eclipse.


Às 2h41 começa o eclipse total, quando a sombra Terra escurece a superfície visível da Lua como um todo.


Outros eclipses vão acontecer nos próximos anos, mas, até 2021, nenhum deles será total, ou seja, apenas parte do astro ficará na sombra (também chamada de umbra).

COMPARTILHE AGORA!!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here